\ Adoçantes

Adoçantes são substâncias que dão o sabor doce pros alimentos. Existem os adoçantes naturais (o próprio açúcar, por exemplo) e os artificiais, que são substâncias químicas, normalmente de baixa caloria, os chamados EDULCORANTES. Segundo a ANVISA, Edulcorantes são substâncias diferentes de açúcares que conferem sabor doce aos alimentos. Eles normalmente possuem poder de adoçar muito maior do que o da sacarose, que é o açúcar de mesa (em média 500x maior)

Existem vários tipos de edulcorantes, vamos conhecer alguns deles:

EDULCORANTE PODER ADOÇANTE (em relação à sacarose) SABOR RESIDUAL AMARGO ESTÁVEL A VARIAÇÃO DE TEMPERATURA (pode ser usado para cozinhar) OBSERVAÇÕES
Sacarina 500x SIM SIM Contra indicado para hipertensos.
Sucralose 600x NÃO SIM Contra indicado para pacientes com problemas de tireóide.
Ciclamato de sódio 40x LEVE SIM Contra indicado para hipertensos. Modifica a resposta do corpo à saciedade – compulsão alimentar.
Aspartame 200x NÃO NÃO Contra-indicado a portadores de fenilcetonúria. Estudos indicam relação com o Alzheimer e o  câncer.
Estévia 300x SIM SIM Se ingerida em grandes quantidades pode causar hipotensão arterial.
Xilitol 200x NÃO SIM Se acima da IDA tem efeito laxativo.

 

Os edulcorantes costumam ser usados por pessoas que fazem dieta com restrição de calorias ou por grupos específicos que não podem consumir açúcar, como os diabéticos. Mas será que essa troca é segura e vale a pena?

A verdade é que estudos recentes já mostraram um alerta quanto ao consumo de adoçantes, e certos tipos até já são proibidos em alguns países. Como são produtos químicos, os estudos mostram certa toxicidade dependendo da dose, e por isso foi estabelecido uma IDA (ingestão diária ACEITÁVEL) para cada edulcorante.

Apesar disso, os estudos atuais sobre edulcorantes não foram realizados a longo prazo e não se sabe qual o efeito dos edulcorantes pro ser humano ao longo dos anos. Existe o medo de ser um produto potencialmente cancerígeno, causador de diabetes, Alzheimer, dentre outros malefícios.

Sendo assim, conclui-se que o uso para dietas com restrição de calorias não é indicado, já que como vimos nesse post aqui nem tudo se trata de calorias. Para os diabéticos, indica-se que o uso dos adoçantes seja intercalado (comprar cada vez um tipo diferente de edulcorante) já que não sabemos o que consumir um só tipo durante muito tempo é capaz de fazer. Além disso, é preferível que seja feito o uso dos mais naturais (estévia e xilitol).

O ideal mesmo é que não haja o consumo de edulcorantes e que aos poucos se retire o açúcar da alimentação – até que seu paladar se acostume com o sabor natural dos alimentos!


\ comentários


\ Os mais amados