\ Cerveja: vilão ou mocinho no emagrecimento?

Curta nossa página no Facebook e siga nosso Instagram

A cerveja é sinônimo de socialização entre os amigos principalmente nos finais de semana. Porém é necessário cuidado e atenção na hora de beber, principalmente se o seu objetivo for perder gordura. Para alegria de uns e tristezas de outros, o nutricionista João Paim preparou um texto com informações bem interessantes sobre este liquido tão desejado por muitos… Afinal, a cerveja atrapalha o emagrecimento ou a perda de gordura?

Beber com moderação não atrapalha, o que tem que se atentar é em relação a qualidade da bebida e principalmente as quantidades. Vamos analisar os casos mais comuns que temos percebido:

CASO 1: “Eu sigo rigorosamente a dieta e não bebo muito, somente nos finais de semana. Ainda assim, atrapalha?”

Vamos à uma conta rápida: se for beber todos os finais de semana, em média 4 latinhas sábado + 4 latinhas no domingo, você bebeu pouco mais de 9 litros e meio de cerveja, em um total de oito dias do mês. Contando que um mês tem trinta dias, você bebeu 26% do mês…

Cerveja emagrece?

Continuando a matemática: cada 1 g de álcool contém 7,1 kcal.  Supondo que você bebeu oito latinhas no final de semana, você ingeriu 852 calorias a mais na sua dieta proveniente da cerveja… Pode ser que seja ela a grande vilã que mantém a gordurinha que você não consegue tirar dos flancos (hehehe)!…

CASO 2: “Estou querendo perder gordura. A cerveja realmente atrapalha?”

Estudos recentes mostram que existe uma associação positiva entre consumo de cerveja e ganho de peso, principalmente quando se bebe mais do que meio litro por dia. E, se acontecer de você beber muito em um único final de semana, você pode estar bebendo muito mais do que meio litro por dia, porém de uma só vez!

Um estudo publicado em 2012 no European Journal of Clinical Nutrition mostrou uma associação entre consumo de bebidas, ingestão de proteína, gordura e ganho de peso, principalmente em homens.

Pense bem quando for beber em um churrasco onde você come principalmente proteína e gordura.. A gordura vai direto para lá, para o lugar que você não quer! E não tem essa que vai para a barriga, pernas e tal. Cada pessoa armazena a gordura em um determinado lugar.

 

CASO 3: “O que beber então, já que altas quantidades de cerveja pode atrapalhar?”

Uma opção interessante, e que confere efeitos benéficos para o coração e não está relacionado com o ganho de peso é o vinho. Mas lembre-se sempre que em altas quantidades pode trazer efeito inverso. É melhor tomar uma cerveja por dia do que várias em um dia só! Assim, para quem está no processo de emagrecimento, engorde um pouco menos.

CASO 4: “Mulheres e homens engordam da mesma maneira com o consumo da cerveja?”

De jeito nenhum! Para as mulheres que adoram uma “geladinha” não podem de jeito nenhum se igualar ao homem nesse assunto, pois a fisiologia da mulher não permite. As mulheres possuem menos água no corpo que os homens, fazendo com que a taxa de álcool no sangue fique maior em menos tempo. Além de mexer em os hormônios e alterar o metabolismo.

CASO 5: “E depois daquela “peladinha” de domingo, que tal uma cervejinha…”

Saibam que a cervejinha após a atividade física, retarda a recuperação. Em contrapartida, após fazer atividade física, o corpo prefere fazer com que o álcool vire carboidrato em vez de gordura. Assim, a chance de a bebida engordar e parar na gordurinha localizada é menor.

A moderação é o melhor remédio para quem não consegue deixar de tomar a cerveja. E cuidado com os aliados a bebida alcóolica, muitas vezes são piores que a própria bebida.

Depois dessa explicação toda, bora maneirar, né? O “bicho pega” depois (na dieta e na academia!)!!!

João Paim
\ comentários


\ Os mais amados