\ Conheça o App “Woman On The Map”!

Viagem é uma coisa que a maioria das pessoas gosta de fazer, pois além do puro prazer de conhecer lugares novos e pessoas de todos os tipos, elas nos põem em contato direto com culturas diferentes, o que acabam nos proporcionando muita bagagem de conhecimento. (Desculpem o trocadilho *risos*)

O aplicativo do Google, Field Trip, através de suas ferramentas é famoso por auxiliar as pessoas à explorar os lugares onde passam descobrindo suas curiosidades.

Com as tantas funcionalidades do aplicativo o grupo feminista estadunidense Spark, viu a oportunidade de criar uma ferramenta dentro dentro do Field Trip, onde é possível identificar lugares que tiveram fatos interessantes protagonizados por mulheres.

A funcionalidade ganhou o nome de “Woman On The Map” (Mulheres No Mapa, em tradução livre).

A iniciativa se deu a partir de um estudo realizado pelas ativistas, evidenciando que menos de 20% entre 2010 e 2013, dos Doodls do Google eram referências à personalidade femininas. Vendo que essa realidade precisava ser retratada, permitiram que o grupo criassem o banco de dados com o máximo de nomes possíveis e que hoje conta com mais de 100.

Achei genial a sacada, visto que de fato os nomes de ruas, avenidas, praças, parques e tudo mais, em sua maioria prevalecem os de homens. Há tantas personalidades interessantes e o uso desse tipo de ferramenta é muito importante para sabermos mais sobre grandes figuras femininas e a sua contribuição para a história do mundo.

Aqui no Brasil ainda não temos nenhuma referência registrada, mas assim como em muitos outros lugares, a Spark deixa disponível o banco de dados para serem adicionados novos nomes, e qualquer pessoa pode contribuir com sugestões. Basta entrar no site delas www.sparksummit.com/onthemap/ que lá elas explicam tudo.

O aplicativo está disponível em Android e IOS.

Bônus:
Recentemente li uma matéria que um cineasta pernambucano, Eric Laurence, criou um aplicativo chamado: Ruas Literárias do Recife, que mostra os lugares da cidade inspirados em livros.

Segundo Eric, o aplicativo tem como objetivo promover o diálogo entre o recifense e a literatura regional, mapeando pontos relacionados às obras literárias. São mais ou menos 150 pontos, onde a localizações remetem a trechos de 82 autores como Manuel Bandeira, João Cabral de Melo Neto, Clarice Lispector, etc.

Achei muito bacana, bem que eu queria um desses aqui em Fortaleza. Ideias assim sempre contribuem para a valorização da cultura regional, e o incentivo a leitura nunca é demais.

Esse App também está disponível para Android e IOS.

Fotos do post: unsplash.com e picjumbo

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!

Facebook ☁ Instagram ☁ Twitter ☁ Tumblr ☁ Google +  ☁ Pinterest ☁ Youtube  Blogvin ☁ Flickr

\ comentários


\ Os mais amados