\ Trip Tips: Intercâmbio na Disney!

Esse é um trip tips diferente e bem especial porque…foi feito por uma leitora!! (dancinha, dancinha, dancinha!). A gente já falou que adora quando vocês participam e interagem, né? Mas a gente repete de novo, porque gostamos mesmo! Quando a Ana Paula comentou no post dos segredos da Disney que tinha trabalhado lá, na hora trocamos e-mail e pedimos para ela dividir essa experiência com a gente – e com vocês também! 

Olá querida(s), tudo bem? O post de hoje é um pouco diferente do que vocês estão acostumados por aqui. Meu nome é Ana Paula Costa, tenho 23 anos e vim aqui a pedido da Carla e da Joana pra contar um pouquinho da minha experiência de intercâmbio de trabalho em Orlando, mais especificamente em Walt Disney World de novembro de 2014 até janeiro de 2015.

intercambio-disney-1

Minha graduação no final do programa, com o meu diploma e meus chefes hehe

O International College Program, ou ICP como é chamado por nós, é um programa de intercâmbio para estudantes universitários trabalharem na Disney e tem um período de duração de quase 3 meses, com durações variadas de novembro à fevereiro. Eu optei por tentar esse intercâmbio pelo motivo de querer uma experiência no exterior mas que ao mesmo tempo não precisasse parar a faculdade. Para poder participar do processo, você deve atender alguns pré-requisitos que você pode conferir no site da STB, a empresa que faz toda a ligação do Walt Disney World com os candidatos no Brasil.

Sobre o processo seletivo, ele se divide em duas fases com palestras e entrevistas em inglês, a primeira com o staff do STB e a segunda diretamente com recrutadores da Disney. Ano passado a primeira fase ocorreu em 5 estados e a segunda apenas em São Paulo. Eu, que moro em Brasília, tive que viajar as duas vezes para poder participar, então isso é um pouco que deve ser levado também em consideração.

Após todo esse perrengue, se aprovado, você recebe um e-mail lindo da Disney com um Congratulations! Depois de aprovado, começa uma correria de visto, seguros, documentos que a Disney pede pra ficar tudo pronto antes do embarque! Lembrando que como é um intercâmbio de trabalho, o visto de turismo não é válido! O visto usado é o J1 e é emitido pela própria Walt Disney World, que envia um documento (DS2019) para ser levado ao consulado.

Antes de mais nada devemos lembrar que a Disney, acima de tudo, é uma empresa e que tudo deve funcionar da melhor maneira possível. Então recebemos salário (9 dólares a hora, com no mínimo 30h semanais), temos horários para chegar e sair, não podemos faltar por qualquer motivo e, acima de tudo, devemos ter um compromisso com o nosso trabalho. Para mim ver a Disney funcionando como empresa foi algo que nunca esquecerei e com certeza levarei pra a vida e sei que como futura arquiteta poderei aplicar os fundamentos da Disney no meu trabalho.

intercambio-disney-2

 

É na Disney University que recebemos aulas, treinamentos antes de começar a trabalhar. Fica do ladinho do Magic Kingdom mas o acesso infelizmente é restrito. Um dos lugares mais legais que já fui.

A Disney oferece alguns cargos – chamados por nós como roles – para trabalho por lá. Como tudo no programa, a escolha final não é sua. Quando você é aprovado recebe uma job offer com a sua data e role determinada por eles, então fica a seu critério aceitar ou não. Eu caí na data do dia 17/ novembro até 23/ janeiro. Não vou especificar sobre cada role para não me estender muito, mas é fácil encontrar mais informações sobre na internet. Cada uma possui seus prós e contras e na entrevista você escolhe sua ordem de preferência e cabe ao seu recrutador dar a palavra final.

A minha role foi Merchandise no parque Disney’s Hollywood Studios. Sua work location também é escolhida pela Disney e você pode trabalhar em um dos quatro parques temáticos, nos resorts ou no Downtown Disney. Eu dei sorte de cair no meu parque favorito e pude aproveitar o Studios todo dia.

intercambio-disney-3

No parque que eu trabalhava, quando o Sorcerer’s Hat ainda existia (eles retiraram ele em janeiro/feveiro de 2015)

Tá, o que eu fazia lá? Merchan é uma das roles mais tranquilas em relação às outras. É basicamente trabalhar em lojas, operar caixas registradoras e atender clientes. Acredito que já esteja subentendido que a Disney exige um inglês de intermediário a avançado, certo? Se você conseguir se comunicar, compreender ordens, atender bem os guests – como chamamos os visitantes do complexo – e resolver certos problemas tá tudo certo.

Para quem não sabe, o padrão Disney de atendimento ao cliente é referência no mundo inteiro, existem n livros sobre ele e para isso recebemos treinamento pesado para manter esse padrão e fazer com que os guests possam ter a melhor experiência possível, afinal, existem famílias que economizam por anos para poder visitar a WDW e realizar seu sonho.

intercambio-disney-4

Sunset Boulervard um dos lugares que eu trabalhava, minha work location querida

Agora falando um pouco da parte difícil do trabalho, não existe rotina e a gente rala MUITO. Cada semana você recebe um cronograma diferente e com horários variados. Eu trabalhava em média umas 10 horas por dia, e isso incluía Natal e Ano Novo, que eu trabalhei até quase 4h da manhã, que tal?

Então, o trabalho é super puxado mas pelo menos pra mim valeu muito a pena. Tive contato com pessoas do mundo todo e trabalhei com pessoas incríveis que tornaram minha experiência ainda melhor. Fora isso, eu sempre fechava parque, o que quer dizer que ficava no mínimo duas horas a mais por lá deixando tudo pronto para que no dia seguinte, estivesse tudo certinho. Tive semanas que abri e fechei o parque em dias seguidos, o que quer dizer muitas horas de trabalho e pouca de sono, mas quem disse que fui lá pra dormir?

Falando em dormir, explicarei rapidamente sobre a moradia lá. A Disney possui quatro condomínios para os seus funcionários, maioria são pessoas mais novas que tem trabalho temporário de até 1 ano por lá. Os condomínios são fechados, com segurança e tem alugueis cobrados do nosso salário semanalmente e podemos morar em várias configurações de apartamento. O meu eram três quartos com seis pessoas. Morei com quatro americanas e uma brasileira e foi demais, pude viver bem o american experience do tipo colocar máscara de pepino no rosto, decorar a casa com meias de natal enquanto a gente assistia Grinch.

Eu morei em um condomínio que se chamava Vista Way (o mais antigo e amado deles) e do lado da minha casa tinha: Wendy’s, Chicken Fill-A, Walgreens (❤), Applebees, Starbucks, Dunkin Donuts, Dollar Tree etc – tudo isso à pé, o que pra gente, que não tinha carro, era uma grande facilidade. E o nosso transporte para o trabalho é uma linha de ônibus exclusiva da Disney, chamada Transtar.

intercambio-disney-5

Trabalhando na Once Upon a Time durante o Natal, era dia 24 de dezembro! Fiquei triste que eles só comemoram dia 25 mas eu desejava Feliz Natal do mesmo jeito hahaha

É óbvio que como cast member – nome que a Disney usa para seus funcionários, afinal, fazemos parte de um show – nós tínhamos alguns privilégios! E um deles é poder visitar os parques sempre que não estivéssemos trabalhando. Poder conhecer cada pedacinho dos parques, visitar minhas atrações favoritas, assistir as paradas e aos fogos sempre que podia é algo que pra mim era maravilhoso e eu aproveitava sempre que podia, já que sou viciada em parque é já tinha visitado a Disney 3 vezes antes de trabalhar por lá.

intercambio-disney-6

dia de day off visitando meu chefe no trabalho hehe das maravilhas de ser cast member :)

Além de tudo, a melhor parte do ICP foram as amizades que pude fazer por lá. Fiz amigos de todos os lugares do País e hoje já tenho meu coração espalhado em cada um das cinco regiões! Dizem que durante o programa conhecemos nossos novos amigos de infância e é bem isso. Imagina morar perto dos seus melhores amigos por três meses? É incrível e viramos uma família mesmo, já que as datas comemorativas que geralmente passamos com a família como o Natal, passamos com eles e passam a ter um novo significado.

Indico o ICP para quem é flexível e é aberto a novas experiências, pois como já disse, todas as palavras finais são deles e pode acontecer de você cair em algo que você não gostaria tanto. Pra mim foi a melhor experiência da minha vida, se pudesse faria tudo de novo e morro de saudades todos os dias.

intercambio-disney-7

Dia da Graduation, que é a nossa formatura! Essa é uma parte de todos os brasileiros que foram em 14/15

Se alguém quiser saber mais sobre o programa, na internet e no próprio site do STB tem informações mais completas e específicas como os valores e entrevistas (eu devorei livros e sites antes das entrevistas). Para quem ficou curioso, no meu Instagram tem muita foto do meu ICP, @costaaninha, dá pra ver mais ou menos como era meu dia a dia por lá. Também fiz um vídeo mostrando mais do meu programa, pra quem se interessar, o link é esse:

Espero que vocês tenham gostado um pouco de saber da minha experiência e que quando visitarem o Walt Disney World lembrem de mim e procurem os brasileiros que tenho certeza que terão prazer de ajudá-los! Have a magical day! :)

Ps: Quem, assim como a Ana, tiver uma experiência legal (não precisa ser só de viagem, não, hein!) para compartilhar, fala com a gente! Adoraríamos ver mais dicas de vocês por aqui!

 

\ comentários


\ Os mais amados